Choro por dentro

Roubaste o meu sorriso, lágrima atrevida! Roubaste o meu sentido, lágrima insurgida! Deixaste em mim um rastro de tristeza infame um traço de dor à qual nem ponho um nome… Choro por dentro choro por dentro choro por dentro… e a lágrima é o olhar molhado que te olha e a lágrima é o somContinuar lendo “Choro por dentro”

Pensando alto

Hoje meu sorriso não quer se abrir. Quando abre, abre manso e preguiçoso, quase como se fosse dormir. Hoje meu sorriso não quer se mostrar. Dá dele apenas a ideia de que lá está, como se muito fosse o pesar. Hoje meu sorriso deixou-se perder. Quando penso encontrar, mais o sinto esmorecer. Meu sorriso antesContinuar lendo “Pensando alto”

Sorriso de Batom

Hoje eu desenhei um sorriso no espelho com batom. Só para me ver sorrindo. Vi aquele sorriso estranho, sorrindo sozinho, ali, com os meus olhos por trás, fingindo ser eu e me senti diferente. Como quando tenho que sorrir muitas vezes ao dia quando não tenho a menor vontade de sorrir, só para fazer deContinuar lendo “Sorriso de Batom”

PAREDE INVISÍVEL

Eu busco definições para tortura. E enquanto não encontro as que me satisfaçam e completam e explicam tudo o que se passa em algun obscuro lugar de mim mesma… enquanto isto vou fazendo de conta que respiro normamente. E falo. Normalmente. Retribuo sorrisos. Normalmente. E seria até capaz de jurar que em alguns momentos deContinuar lendo “PAREDE INVISÍVEL”

UM FIO DE VOZ

Não te pedi, silêncio atroz. Não te pedi nem por um segundo. Há tempos, eu lembro, em teu mundo Quase perdi a vida, deixei a voz… Entre o leito e as paredes eu afundo Razões, delas só quero a mais veloz Dentro de mim só chove, ah! meu algoz… Este sorriso preso que já meContinuar lendo “UM FIO DE VOZ”