A criança interior

Algumas pessoas, quando crescem, abandonam a infância sem saber que é preciso mantê-la viva na alma para que o equilíbrio exista. Os sonhos precisam da inocência infantil assim como as esperanças. E quem vive sem sonhos ou esperanças? Mas quando crescemos e renegamos este lado importante de nós, há um amargor que toma o serContinuar lendo “A criança interior”

Tristeza

Faleceu minha tristeza. Eram duas horas da manhã, eu recém acordava de um sonho que me trouxe felicidade. E foi assim que ela se foi, a tristeza que comigo dormiu… diminuiu-se diante do bem-estar que me contagiou. Afugentou-se de ver comigo um sorriso que não lhe cabia. Mas o problema com a tristeza é queContinuar lendo “Tristeza”

Pensando alto

Não é realidade que quebra os sonhos. Eles são quebrados por nós mesmos quando desistimos deles. *** De nada servem pensamentos inteligentes e requintados e se a boca que os libera nada tem de sofisticada. *** Detesto surpresas. Amo a linearidade das coisas. Pouco importa se o sinônimo disto é rotina. Me importam as certezas.Continuar lendo “Pensando alto”

O sonho

Imagino que o sonho permaneça lá, no recanto do imaginário, entre as nuvens que nos acolhem o sono. O sonho não poderá vir espalhar-se junto à realidade, mostrar suas faces e fases, misturar-se ao tudo que em seu conteúdo nega. Lá, longe, longe do despertar, fica o sonho. E todas as suas impressões com eleContinuar lendo “O sonho”

Pensando alto

Calado está meu coração. Outro dia tentou gritar e a voz não saiu. Agora se contenta em ouvir. Suas próprias batidas e as insinuações de outros corações. Assim, de coração pra coração, vozes silentes se amparam. *** Sonhei contigo. Tu que não sei quem realmente és. Mas no sonho eras sorrisos, e uma voz queContinuar lendo “Pensando alto”