Verbo e poesia

Eu poeto (e poemo, poesio, faço um pouco de tudo com a poesia…) Tu poetas ( e poemas, poesias.. fazes de tudo um pouco com a poesia…) Ele, ela poeta (e poema, poesia… faz um tanto e mais com a poesia…) Nós poetamos ( e poemamos, poesiamos… fazemos tanto com a poesia…) Vós poetais (eContinuar lendo “Verbo e poesia”

Poetificando pensamentos

Nasci de muitos céus azuis, cinzas, entremeados de brancas nuvens leves, livres, infrequentes. Venho de muitas terras e de outras bandas respondo por mim ou sou inconsequente sou juiz, o tribunal e o réu. Minha vida é escrever a vida e dela tanto escrevinhar do visto, do sentido e do pensado rabiscos com as coresContinuar lendo “Poetificando pensamentos”

Das sutilezas da espera

A espera se delineia lentacomo bebida amarga em frasco de vidro opaco.Em horas, minutos, ver se transformando o tempoà beira de tudo o que mais passa.Quando da longa e agressiva contagem,a espera tira da paciência toda a virtudefazendo com que seja somente a agoniado próximo instante.Algo além, a profecia que alimenta…Poder seguir ou continuar parado,sobContinuar lendo “Das sutilezas da espera”

Cesta de Frutas

Pêra, maçã, figo e pitangaMelancia, uva, melão e araçáFramboesa, laranja e mangaCaju, melão, caqui e butiá Banana, cajá, lima e goiabaAbacaxi, amora, pêssego e abacateMaracujá, acerola e jabuticabaE muito cacau virando chocolate… Eu sinto o gosto e o gosto é tropicalUm gosto colorido de carnavalAzedinhas e doces da infância alegre Eu sinto o cheiro eContinuar lendo “Cesta de Frutas”