Todas as palavras

Todas as palavras são santas, elas têm a força de concretizar os mais simples pensamentos. Depois de ditas não adianta o tempo voltar, elas já viraram emoção. Toda palavra é energia em ação. Desculpas não apagam a palavra. Desculpas nada são diante da imensidão de palavras liberadas pela voz ou pelas letras. As palavras nãoContinuar lendo “Todas as palavras”

Silêncio e música

Preciso do silêncio que me cobre de paz para pensar, para escrever, para observar… para saber do que eu sou capaz… Preciso da música que me traz alegria para pensar, para escrever, para vibrar para dar vida ao meu dia! Há momentos para tudo. Silêncio e música são necessidades. Photo by Brandon Matich on Unsplash

Agorando

De tanto pensar mesmo sem querer de tanto azucrinar a cabeça, mesmo sem perceber, com coisas descabidas mas no cérebro envolvidas na vontade do aconteça… Vontades inexplicadas desejos intangíveis coisas de amanhã marcadas para hoje invisíveis… De tanto amanhã para agora de tanto que pensei… Agorei! (Ouvindo Kate Bush, sempre tão bom…)Imagem: Wish Upon aContinuar lendo “Agorando”

Pontos de vista sobre a exaustão

A cabeça passa as marchas sem comando. As velocidades se alternam, as freadas são bruscas e não há o menor sinal de uma parada nas proximidades. Tudo vai numa sequência estilo queda livre. Longa rota. Até que ponto será possível controlar o desejo de não controlar? Enquanto a mente baixa as cortinas, extiguindo-se aos poucos,Continuar lendo “Pontos de vista sobre a exaustão”

Num pedaço de papel

Aquele dia, eu acho que foi ontem, talvez hoje? Em que em mim entraram as tuas palavras todas as sílabas soletradas e eu que as imaginava soltas, vivas, escritas no papel. Fiquei eu lá… Paralisado de dentro pra fora, os membros que outrora respondiam como a língua e a pena, calado e seco de olhosContinuar lendo “Num pedaço de papel”