Por conta de meu silêncio

Ao invés de falar, faço silêncio. Porque minhas palavras talvez soassem duras demais. Porque minhas feições ao falar talvez ficassem duras demais. Mas eu não me engano, o peso do meu silêncio é tão grande quanto o mundo em mim que o acolhe e as palavras caladas me cortam por dentro como se facas afiadasContinuar lendo “Por conta de meu silêncio”