Nexo

nexo não tem por mais que eu procure não tem e eu perplexamente percebo haver um lado escuro de onde surgem inesperados medos onde vivem os ignorados segredos segredos e medos medos e segredos rimando uns com os outros confundindo significados se misturando na mente pensamentos em ebulição perfurando o sono estados da mente confusosContinuar lendo “Nexo”

Equilíbrio

Tento manter o equilíbrio. A mente e o coração em equilíbrio. As pernas em equilíbrio. Tudo para permanecer de pé… olhos abertos para não perder de vista a realidade. Mas nada é tão simples… A mente em geral faz pouco do coração e o coração não compreende o que a mente racionaliza. As pernas, buscandoContinuar lendo “Equilíbrio”

Versinhos sobre segredo

Quantos segredos cabem num coração? Nenhum… o coração não sabe guardar segredos Quem os guarda, guarda também os medos E se perde nas curvas sinuosas da emoção! *** Segredos a mente é quem guarda, reservados em seus quartos tão sombrios quanto secretos onde esconde de si mesma os objetos que não podem e não devemContinuar lendo “Versinhos sobre segredo”

Pensando alto

Abraço a vida. Apertado. Bem apertado o abraço. Acaricio seus momentos. Agradeço os sonhos que invadem minha realidade e assim deixam-na mais cheia de cor. Tanto quanto sou grata à realidade que fornece os temas que me fazem sonhar. Abraço a vida, tomo-a nos braços, comemoro sua existência em mim e em todos os queContinuar lendo “Pensando alto”

Pontos de vista sobre a exaustão

A cabeça passa as marchas sem comando. As velocidades se alternam, as freadas são bruscas e não há o menor sinal de uma parada nas proximidades. Tudo vai numa sequência estilo queda livre. Longa rota. Até que ponto será possível controlar o desejo de não controlar? Enquanto a mente baixa as cortinas, extiguindo-se aos poucos,Continuar lendo “Pontos de vista sobre a exaustão”

Consciência do Medo no. 2

Há medos claros e medos escuros.Medos no claro e medo do escuro.Escarrados e escusos.Mas razões?O medo não tem razões,tem raízes, paternidades, fundamentos…Tem alavancas, origens, momentos.De nossa fragilidade se alimentaencorpa, vai crescendo, tomando formas…e lá de dentro, grotesco e gigante,mostra o olho, mostra a cara mostra os dentes. Dentro do armário? Debaixo da cama? Dentro daContinuar lendo “Consciência do Medo no. 2”