Colcha de Mim

Nesta colcha de retalhos de tecidos diferentes combinando quase nada… doida, esburacada, meio assim, tão assim, que o mundo fez de mim tem tantas coisas que eu preciso pra ser eu… Eu preciso… … preciso ler, ler muito, escrever sempre… … Eu preciso escrever, soltar de mim as palavras que correm mais do que oContinuar lendo “Colcha de Mim”

MEU DIA

Hoje sim eu quero flores De todos os conhecidos E dos nunca percebidos Dos meus amores novos, antigos, futuros… Quero buquês silvestres e rosas não espinhentas cheiros de ar campestre e o amor de toda minha gente… O direito de rimar muitas tolices De brincar, de saltar, de chorar De outros tempos lembrar E dançarContinuar lendo “MEU DIA”