Expresso-me

Expresso-me com as palavras escritas Nem sempre ditas Um café expresso um dedo de prosa expressivo com quem estiver por perto Assim me expresso meio do avesso o avesso de quem se expressa sem falar Sem açúcar ou adoçante sem medidas pra contrabalançar Minha expressão é o que sou. E o que sou os olhosContinuar lendo “Expresso-me”

Todas as palavras

Todas as palavras são santas, elas têm a força de concretizar os mais simples pensamentos. Depois de ditas não adianta o tempo voltar, elas já viraram emoção. Toda palavra é energia em ação. Desculpas não apagam a palavra. Desculpas nada são diante da imensidão de palavras liberadas pela voz ou pelas letras. As palavras nãoContinuar lendo “Todas as palavras”

Mar de Fatos

Tem dias que não choro porque se chorar sei que posso morrer. De dor ou de pena de mim, eu sei que posso morrer. Morrer de uma agonia desatada de uma calamidade interna provocada pelo magma insubordinado e incandescente que transformado em lava escorre do meu coração. Que eu não quero é a piedade alheiaContinuar lendo “Mar de Fatos”

Censura, Astros e Pensamentos

Polícia armada. Exército nas ruas. Censura. Não, eu não estou falando de AI5, de revolução, de golpe ou de qualquer coisa do gênero. É de mim mesma, da minha cabeça que pensa coisas legendadas (e algumas vezes mesmo eu tenho quase certeza que dubladas!) pra me confundir. É tudo de um jeito tão esquisito dentroContinuar lendo “Censura, Astros e Pensamentos”

Dito ou Não Dito, Eis Porque Não

Eu não posso pensar nas coisas que gostaria de ter dito e não disse e também não posso me arrepender do que disse, pensando ou sem ter pensado. Porque os passos que dei me levaram adiante e a pessoa que falou ou silenciou lá atrás pouco era de mim o que sou hoje. O queContinuar lendo “Dito ou Não Dito, Eis Porque Não”