Colcha de Mim

Nesta colcha de retalhos de tecidos diferentes combinando quase nada… doida, esburacada, meio assim, tão assim, que o mundo fez de mim tem tantas coisas que eu preciso pra ser eu… Eu preciso… … preciso ler, ler muito, escrever sempre… … Eu preciso escrever, soltar de mim as palavras que correm mais do que oContinuar lendo “Colcha de Mim”

Rídiculo, mas verdade.

Estou numa sala de espera. Numa tela passa um documentário sobre os animais. Como preservá-los, como salvá-los, como fazer para não contribuir com a exterminação geral. Ligo o computador e pela internet vou observando o ser humano tornar-se cada vez mais uma ilha: uma ilha de homossexuais, uma ilha de afro-algumaoutracoisa, uma ilha de mulheres,Continuar lendo “Rídiculo, mas verdade.”

ASSUNTOS DE CRISTALEIRA

Há pessoas que possuem o dom de argumentar com grande finura, com tamanha tenuidade, que o interlocutor ou o leitor, dependendo de como chegam as palavras, sequer percebe o que ali está realmente acontecendo… o que está ouvindo, lendo… Na verdade, a inépcia de alguns dói. Mas pior ainda é a estupidez de quem pensaContinuar lendo “ASSUNTOS DE CRISTALEIRA”