Linhagem

Ainda escrevo. Pouco, mas escrevo. Minhas linhas frias muitas vezes cortam. Minhas letras outras vezes quentes, mais do que esquentar, derretem. Sou destrutiva? Autodestrutiva? Minha linhagem tatuou em mim a vontade de escrever compulsivamente. Um desejo doido e doído de escrever tanto, tanto, mas tanto, que a mão doa, os dedos sofram, o coração seContinuar lendo “Linhagem”

Nexo

nexo não tem por mais que eu procure não tem e eu perplexamente percebo haver um lado escuro de onde surgem inesperados medos onde vivem os ignorados segredos segredos e medos medos e segredos rimando uns com os outros confundindo significados se misturando na mente pensamentos em ebulição perfurando o sono estados da mente confusosContinuar lendo “Nexo”

Persona

visto a roupa de domingo em plena quarta-feira cinza implicações complicações elucidações tardias de que servem explicações sob a chuva fina? não volta o tempo não voltam os momentos e os problemas todos viram besteiras não digo adeus nem perco o fio da meada ao desejar sorte tudo o que quero hoje é rir, sentirContinuar lendo “Persona”