Tristeza

Faleceu minha tristeza. Eram duas horas da manhã, eu recém acordava de um sonho que me trouxe felicidade. E foi assim que ela se foi, a tristeza que comigo dormiu… diminuiu-se diante do bem-estar que me contagiou. Afugentou-se de ver comigo um sorriso que não lhe cabia. Mas o problema com a tristeza é que ela morre e ressuscita. Pode levar tempos, mas ela ressuscita… Foi quando resolvi dormir mais um pouco, beber daqueles sonhos mais um pouco, aproveitar da calmaria do sono mais um pouco. Depois seria depois.

Photo by Jurica Koletić on Unsplash

Publicado por Poeternizar

Eternizando versos, versejando vida, poetando sonhos, poeternizando a emoção de cada dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: