saudades, vó marta!

Me deito ao lado dela e começamos a relembrar certas cenas de família. No meio dos retratos de tantos que nem estão mais por aqui, rimos juntas das alegrias vividas. Falamos do quanto é bom rir. E é quando lembro, bem, muito bem, de como ela gostava de rir. E fazer rir. De brincar. De cozinhar para a família toda, colocar em grandes alguidais a comida tão boa e ver, com prazer, os filhos e netos se esbaldarem no sabor inesquecível de suas refeições. E nas lembranças reencontradas me dou conta que sim, estou deitada; mas não, ela não está de verdade aqui comigo. Foi um sonho. Um sonho muito bom. E de ver o seu sorriso e ouvir a sua voz novamente retomei o dia com a saudade como energia maior. Um beijo vó Marta, até um dia!

Photo by Yohann Lc on Unsplash

Publicado por Poeternizar

Eternizando versos, versejando vida, poetando sonhos, poeternizando a emoção de cada dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: