Alice no país da realidade

Não adianta ter pressa, Alice.
As horas não vão se adiantar ou atrasar por sua causa.
E de dentro das maravilhas ou de sua casa
Você vai ter que enfrentar…
tudo o que temer!
Porque o medo é o que agiganta
o medo é o que traz a realidade
o medo é a canção que acalanta
a rotina da infelicidade.
Não adianta não querer, Alice.
Você vai ter que experimentar.
Vai ter que viajar dentro de si mesma até se encontrar.
Vai ter que escapar do ego.
Vai ter que abrir os olhos cegos
e entrar no mundo.
A vida não marca encontros.
Ela segue sua caminhada e se quisermos alcançar
é preciso saber para onde ir…
Não adianta Alice, não adianta.
Não adianta fugir do que a história chama
de seu destino.
Todos os personagens sempre se encontrarão.
É o destino.
Você queira ou não, Alice.

Publicado por Poeternizar

Eternizando versos, versejando vida, poetando sonhos, poeternizando a emoção de cada dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: