Dor e vida

Faltam-me palavras…
falta-me tempo
falta-me vontade.
Aqui neste limbo da dor
sinto-a grave.
Mas..
Não há morte.
Apenas uma espécie
de paralisia dos sentidos.
Falta-me a visão esclarecedora
do que seria senão…
Se não fosse esta perplexidade
se não fosse o absurdo da inércia..
se não fosse…
E o que conforta é a vida,
porque dor é vida…
é sinal de vida…
é parte da vida…
Apenas falta-me saber
como agradecer
o que ainda não aprendi
a entender.

Publicado por Poeternizar

Eternizando versos, versejando vida, poetando sonhos, poeternizando a emoção de cada dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: