Aspectos da dor

Abro os olhos e eles nem se abrem tanto
ela está ali, a dor, presente.
A visão não é a mesma, as letras embaçadas mostram
a evidência da dor.
Só o que passa suavemente é a música
ela que embala os pensamentos de esperança
e afasta os pensamentos menores.
Mas ela está ali, a dor. Presente.
Sobre os olhos que nem vêem tanto.
A visão sobrecarregada de sombras que confundem
e são a evidência da dor.
Espero passar.
Espero pacientemente passar.
E passam as horas.
Mas a dor não passa.
Ela permanece, serena e dona do meu espaço.
Até que o seu fim chegue
e me liberte
e liberte meus olhos
e liberte minha cabeça
para a vida normal.

Imagem: desconheço o autor, mas está assinada embora não dê para ler o nome

Publicado por Poeternizar

Eternizando versos, versejando vida, poetando sonhos, poeternizando a emoção de cada dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: