Ausência e Presença

E a ausência nua
tendo se tornado saudade
amplifica os sentidos:
cheiro
voz
presença tua em mim.
Em meus pensamentos
sentimentos que se disfarçam
em olhares perdidos.
Na primeira ocasião
em que teus olhos encontrarem os meus…
sem surpresa
revelar-se-á a paixão…
Nos poros, arrepios de pele encantada
como serpente.
Nos lábios, umedecidos e frementes
Nas mãos, agitadas e incandescentes.
Se hoje há a ausência crua
ela só serve para aumentar a voracidade…
lembrança do cheiro
da voz, do calor…
presença tua enfim.

Publicado por Poeternizar

Eternizando versos, versejando vida, poetando sonhos, poeternizando a emoção de cada dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: