Poema de amor à vida (31)

Há sementes no jardim
espalhadas
pelo vento quente.
A chuva abençoou-as 
com suas lágrimas
e em breve elas serão verdes, amarelas, vermelhas, lilases…
serão flores, serão árvores.
E tudo porque o céu e a terra fazem amor constante
para dar luz à vida.
Imagem by Kagaya

Publicado por Poeternizar

Eternizando versos, versejando vida, poetando sonhos, poeternizando a emoção de cada dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: