Poema em construção

Onde anda o bom humor dos esquecidos?
Perdeu-se além?
Sobrou o riso dos fingidos
que não vale vintém!
E a dor dos vencidos, será que tem fim?
Talvez… se os preteridos
tiverem chance também!
Mas por enquanto há na vida o freio.
Esperemos.
O que ainda não veio
talvez ainda vejamos.
Os versos estarão sempre em construção.
Uns contra os outros
uns se encostando nos outros…
Fora da rima há salvação.

 

Publicado por Poeternizar

Eternizando versos, versejando vida, poetando sonhos, poeternizando a emoção de cada dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: