Pequeno poema para os sonhos

Não quero sonhar acordado…
enquanto estou desperto há o mundo para ver
pessoas para conhecer
tanto por fazer!
Deixo os sonhos para quando estiver adormecido…
a alma solta entre as nuvens do inconsciente
e a mente calma, calma, calmamente, mente…
mente… calma!
Acordado quero a vida, toda a vida, a vida por tudo!
Contudo…
nunca deixarei de sonhar quando os olhos em repouso
alcançarem o gozo
do livre voar!

Imagem by Avenley-Brianne

Publicado por Poeternizar

Eternizando versos, versejando vida, poetando sonhos, poeternizando a emoção de cada dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: