Livre arbítrio

Ando arisca
de mim não sai
nem um risco.
Não me arrisco.
Me confino ao conforto do simplesmente não estar.
Não seguir.
Não adivinhar para não me comprometer.
A vida avisa:
ela anda mais rápido
do que qualquer sonho nosso!
Seu tempo perdido e o meu tempo perdido,
juntos, carregam mais solidão
do que um coração
fechado
para o balanço 
das águas
que caem
e se espalham
pelo chão.
É minha escolha
não me expor
não expor mais
não por mais
de mim
nestas linhas
que caem
e se espalham
infinitas na tela
de um computador 
ao som de Bach.

Publicado por Poeternizar

Eternizando versos, versejando vida, poetando sonhos, poeternizando a emoção de cada dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: