EFEITO QUASE BORBOLETA

Jacqueline Aisenman, 2008

Intervalos. Intermitências. Entrega. Exigências. Sequência. Laços. Afeto. Distâncias. Frequências. Falta. Excesso. Agonia. Extremo. Ponta. Ruptura. Captura. Demência. Ausência. Ponte. Nome.Altos. Baixos. Saltos. Incautos. E qualquer coisa que me leve de volta no tempo não me deixaria imune à experiência. Pausa. Reflexão. Pena. A vida vale mesmo pelo o que é exatamente agora e como ela é exatamente agora. Nada mais. Nada menos. Mudança nenhuma. Atitude alguma. O efeito borboleta na verdade é um enorme salto de elefante dentro de uma cristaleira de formigas sem trabalho que cantam, boêmias, abraçadas com cigarras na eterna noite da floresta…

Publicado por Poeternizar

Eternizando versos, versejando vida, poetando sonhos, poeternizando a emoção de cada dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: