AZUL

Há no azul uma beleza quase triste, uma emoção inconfessada, uma paz silenciada. Todo azul, do mais claro ao mais escuro tem este quê de intimidade que faz com que a cor seja mais do que ela mesma e vá além das expectativas de um arco-íris. O azul é a própria força de amar, é o mar, é marcante, é o instante de amar.

Publicado por Poeternizar

Eternizando versos, versejando vida, poetando sonhos, poeternizando a emoção de cada dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: