Atormentado despertar

Havia uma profunda dor no despertar.
Uma dor lancinante na cabeça
e antes que esqueça…
era uma dor de acabar.
Sentei-me na cama, o remédio na mão
nos olhos a lágrima do sonho provinda
e com ela a tristeza me traindo ainda
dava o sofrimento ao coração.
A marca na alma atingiu as profunduras
rezei ao céu sem ver a sua escuridão ou luz
guiada pela estrada que a esperança conduz…
Depois fechei os olhos e ainda longe das alturas
e longe também do real mundo pensado por mim
escondi-me entre as cobertas despertando o fim.
Deixou-me o sonho com a sensação cruciante
de ter vivido em outro lado ou neste lado algo cruel
onde o vazio mais forte do que tudo era gigante…
Bendito seja o anjo rezado, chamado, conjurado
de onde tenha vindo, deste lado, outro lado, qualquer lado…
Foi ele só quem me tirou da boca e o coração o fel.
Imagem:
Imagem: it was just a bad dream by klare jasna

Publicado por Poeternizar

Eternizando versos, versejando vida, poetando sonhos, poeternizando a emoção de cada dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: