O Peso

O peso que atinge uma consciência não incomensurável mas pode ser impensável. Porque ele é feito da culpa que se esgueira, se acomoda e toma o espaço outrora dedicado a outras e boas emoções. O inconcebível deste tipo de peso é o tanto que ele ocupa pensamentos e engole palavras, as que poderiam ser ditas e terminam caladas. São instâncias de dor. Provocador, o peso insulta a consciência e desapazígua o coração.
Até correr o rio libertador das lágrimas que o perdão libera quando é solicitado. Nunca sem ele. O perdão abranda as dores e dá o alívio. Ele é aquele que redime as almas e permite a paz.

Imagem by Pledent

Publicado por Poeternizar

Eternizando versos, versejando vida, poetando sonhos, poeternizando a emoção de cada dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: