Fios cortados

Saio de mim
e tento.
Tento mas não há
conexão com
meus mundos.
Insisto, eu quero
provocar o evento,
quero de mim
os olhos fundos
que dizem
e vêem
tudo.
Desconexa
desconectada
estou presa,
algemas nos pés,
ferros nas mãos e
uma bola de peso
na cabeça.
Para me manter
efetiva
eu desisto
de ser
ativa.
Poema de novembro de 2009
Imagem by Vojlovsky

Publicado por Poeternizar

Eternizando versos, versejando vida, poetando sonhos, poeternizando a emoção de cada dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: