Versos e fogão

Sou tão caseira!
Entre canetas e panelas
sou a mais arteira!
arteira
arteira
querendo o sonho
do artista…!
Fogão e coração
acesos
misturo cebolas e versos
e de tão intensos os molhos
eu até escolho
não ver resultados…
com os olhos perdidos
na imaginação
enquanto a cozinha toda
entra em ebulição!
Versos criados
alimentos queimados
e eu tão caseira…
tão arteira…
tentando versos
no universo
das panelas!

Publicado por Poeternizar

Eternizando versos, versejando vida, poetando sonhos, poeternizando a emoção de cada dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: