Loucura passageira

O que sabe a loucura de ti?
Conhece ela o medo que te assombra
quando as desesperanças são mais negras que a noite?
Sabe ela da dor que te aflige
quando na manhã os sonhos se desfazem em luz do dia?
Deixa a loucura com ela mesma
deixa que lamba suas próprias feridas…
enquanto isto segue.
E mesmo se apunhalado pela tristeza
e mesmo se desencantado nas mágoas…
faz da chuva música
faz do choro música
e do riso que se foi também, música.
Assim, quando passar a tempestade interior
e ouvires os pássaros da vida outra vez a cantar
ali então, e só ali saberás
que o tempo estava a teu favor.
Ele estava pronto, de espada e armadura,
teu cavaleiro sonhado,
lutando para te ver voltar.

Publicado por Poeternizar

Eternizando versos, versejando vida, poetando sonhos, poeternizando a emoção de cada dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: