Lar

Enquanto caminhava de volta pensava na ida. Tinha sido longa, espinhosa e dolorida. Uma subida sob céus paranoicos e sobre areias quase movediças. Íngreme. Suada. Chegar onde queria custou tudo o que tinha, tanto que a bagagem pesada que levara transformara-se em quase nada. Mas tinha conseguido. Tudo. Ou quase tudo. Porque agora só pensava no que havia perdido ao ganhar tanto. E tentava, manso, fazer aquele caminho de volta que mais parecia uma descida. Não diziam que a volta era sempre mais rápida? Estava sendo. Em breve estaria no chão. Faltava pouco. Beijaria o chão e o chamaria de lar.

Imagem by HEROyouHATE

Publicado por Poeternizar

Eternizando versos, versejando vida, poetando sonhos, poeternizando a emoção de cada dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: