Frases soltas

Não tenho tempo para falar das coisas que sinto. O que sinto é tão urgente que me devora antes de qualquer som. Balbucio.

Pode-se amar sem querer. E querer sem amar? Se querer é poder, amar também tem poder?

Nasceram de mim folhas de uma tristeza verde, quase azul… Meus pés, enraizados na terra úmida, nem se mexeram. Só a flor no meu peito suspirou.

Às vezes na vida você recebe exatamente o inverso daquilo que faz. Se fez o bem e o correto, favor esperar pelo céu porque aqui na terra, paciência!, não há muito o que esperar.

Desenho os riscos e ando sobre eles. Não corro deles. Arrisco.

Ganhar ou perder. Mérito, acaso, sorte, oportunidade…?

Borrão sem forma.
No papel estendida,
chora a lágrima 

Não deixo rastros quando passo. Deixo lembranças. Em todos os traços que faço, esperanças.

Publicado por Poeternizar

Eternizando versos, versejando vida, poetando sonhos, poeternizando a emoção de cada dia.

4 comentários em “Frases soltas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: