Até nós dois

Ao responder sua pergunta transpareço e tropeço
As pernas tremem e eu sei, eu sinto, o rosto ficou vermelho e quente, tão quente.
Disfarçar tornou-se impossível. Até gaguejei eu acho. Tenho certeza. Depois emudeci.
Olho para você e vejo as cenas como um filme antigo, aquele de outro dia na sessão da tarde.
Mas você está aqui, agora, diante de mim e continua me olhando mesmo depois da pergunta
e, principalmente, depois da minha resposta.
Impressão minha ou você está sorrindo, a mão no queixo me diz que você gostou, o olhar até brilhou.
Pior pra mim que agora mesmo tremo mais que antes e não só as pernas, inteira.
Não, não estou com frio eu digo.
Ainda bem, porque está um calorão, você diz…
E a gente ri. Juntos. A gente ri de nós dois, parados no meio da calçada rindo como dois tolos.
Tudo porque você me fez a pergunta.
E porque eu respondi.
Sim, eu amo você.
E agora?
Agora
Somos
dois.
Nós.
 
 

(Imagem Paris by HOCOHO LOVE 4)

Publicado por Poeternizar

Eternizando versos, versejando vida, poetando sonhos, poeternizando a emoção de cada dia.

4 comentários em “Até nós dois

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: