Do amor e do mar

As vezes bate uma onda no coração,
como se o mar se largasse inteiro na gente…
Aí é tanta água que até sobe aos olhos,
e os olhos choram mar.
Coisa de parecer assim uma tristeza,
passageira, ligeira,
maneira de fazer a gente nunca esquecer
que amar não é só palavra e nem é obrigação.
É ato, ato de fato,
um poder do coração…
que quando transborda é mar,
mar que inunda e enxágua a visão.

Publicado por Poeternizar

Eternizando versos, versejando vida, poetando sonhos, poeternizando a emoção de cada dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: