ECOS

Onde estava o sino da igreja? Ele olhava para cima, ouvia bater mas nada via. Estava já quase desistindo quando percebeu que a pequena igreja estava em ruínas, flores cobriam as pedras que lá se espalhavam. Mas em seu coração habitava ainda a igrejinha antiga e nele o sino de bronze ainda tocava, sinal das preces que todos os dias fazia quase inconsciente. Deu dois passos e olhou para trás. Agora tinha a certeza de que a fé fazia parte dele. Seguiu.

Publicado por Poeternizar

Eternizando versos, versejando vida, poetando sonhos, poeternizando a emoção de cada dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: