Devaneando

Dobrava as pernas e tinha a impressão de ser bailarina. Dançava os pés. Depois levantava, dava dois passos e se pensava modelo. Desfilava o olhar. Aí, bem depois de, exibida e alegre, ter percorrido mundos, ia calmamente trabalhar. Servia café.

Publicado por Poeternizar

Eternizando versos, versejando vida, poetando sonhos, poeternizando a emoção de cada dia.

Um comentário em “Devaneando

  1. Jacqueline.Meu Deus como sou tapada algumas vezes, adicionei o coracional e não vi este espaço maravilhoso. Agora fica fácil acompanhar teu trabalho sem tantos e-mails (risos).Beijo e Sorte, Saúde e Paz.Renatahttp://renatagomesdefarias.blogspot.com

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: