Até que daqui a pouco os separe

Oswaldo calculou bem: duas semanas de namoro, um dia ou dois de prévia (chamavam como mesmo antes? Ah, noivado!) e em seguida o casamento. Tudo muito rápido. Não estava morrendo de amor mas sua estadia no país estava morrendo com o passar dos dias e em breve ele teria que viver clandestinamente ou, em caso extremo, seria deportado. Ela tinha amor por dois (talvez mesmo mais…) e Oswaldo tinha pressa. Enquanto ela fazia planos de uma vida a dois, ele já construíra toda a sua vida para depois. Depois dela. Mas isto seria pós lua de mel.

Imagem: thinking_fish

Publicado por Poeternizar

Eternizando versos, versejando vida, poetando sonhos, poeternizando a emoção de cada dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: