A dançarina

Era tudo uma grande mentira. O que era. O que pensavam que era. Tudo uma grande mentira. Ela dançava para viver e um dia havia amado a música. Hoje era só uma obrigação fazer o corpo dar voltas e os sons que a guiavam nada mais eram do que notas perdidas. Músicas cansavam e seu corpo precisava urgentemente de um descanso que só o silêncio poderia trazer.

Publicado por Poeternizar

Eternizando versos, versejando vida, poetando sonhos, poeternizando a emoção de cada dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: