PÃO-DE-LÓ-DE-TODA-FESTA

Enterros, nascimentos, batizados, casamentos, aniversários. Qualquer que fosse o encontro ou a comemoração ele aceitava o convite. Reunião de antigos colegas? Reunião de trabalho? Festa da cidade? Festa para o cachorro? Podiam sempre contar com a sua presença. Ia a tudo, não faltava, marcava bem, batia o ponto. Pão-de-ló-de-toda-festa como diria aquela vizinha para a outra quando cruzou com ele num velório na semana passada. Nem reparou no meio do mexerico que naquele velório ele era o morto, portanto, presença indispensável.

Publicado por Poeternizar

Eternizando versos, versejando vida, poetando sonhos, poeternizando a emoção de cada dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: